Gengivite

[Infográfico] Gengiva inchada e com sangramento?

Gengiva sangrando com facilidade, inchada, vermelha ou sensível? Estes são alguns dos sinais da Gengivite, uma inflamação bacteriana que, se não tratada, pode evoluir para uma inflamação mais grave, a Periodontite.
sangramento na gengiva infografico



Compartilhe este infográfico no seu site (copie e cole o código html).



» Clique Aqui para baixar uma versão em Alta Resolução desse infográfico «

INSCREVA-SE E RECEBA DICAS E ORIENTAÇÕES, GRATUITAMENTE, NO SEU E-MAIL!!!

Estas informações são úteis?

Informe seus dados, e receba, gratuitamente, no seu e-mail, mais orientações e dicas como estas!

Gengiva inchada e com sangramento? Pode ser Gengivite.


O que é Gengivite?

Gengivite é um problema que ocasiona inflamação na gengiva. Caracteriza a fase inicial da doença periodontal. Quando surge, nem sempre causa dor, mas um sangramento na gengiva pode significar um alerta para sua presença. Quando não tratada, ocasiona consequências mais sérias. Em certos casos, a situação pode tornar-se bastante grave e levar a muitas complicações.

Por que manter-se em alerta?
Esta condição patológica merece atenção e não deve ser deixada de lado. Ela é apenas o começo da doença Periodontal. Neste estágio inicial, quando as gengivas inflamam, o quadro pode ser revertido e situações extremas, como a perda dos dentes definitivos, pode ser evitada.

É preciso estar alerta, pois os dados a respeito são taxativos. Segundo pesquisa do IBGE (2013), na população acima de 18 anos, em 11% dos casos há a queda de todos os dentes definitivos, enquanto 23% sofrem uma perda dentária parcial destes.

A perda de um ou mais dentes leva o paciente a precisar de tratamentos de reabilitação oral, como o implante de dente.

Placa Bacteriana: ela pode ser a causa

O problema pode ser causado por muitos motivos. Entre eles a higiene ineficaz, que leva à formação de placa bacteriana, na parte visível ou exposta dos dentes. Esta placa é uma espécie de matéria pegajosa, constituída por um misto de bactérias, resquícios de comida e muco. Se não for retirada, acaba endurecendo e se transformando em tártaro, causador, também de cáries dentárias.

Outras possíveis causas são:
  • - Escovar os dentes com força ou mal uso de fio dental, são atos que danificam as gengivas, levando ao surgimento da inflamação;
  • - Outros motivos de instauração do problema ficam por conta de alterações hormonais, gravidez e até mesmo começo da puberdade. São situações que podem deixar as gengivas mais sensíveis e sujeitas à doença;
  • - Fatores que causam irritação ou provocam atritos em contato com a gengiva, também podem levar à gengivite. Portanto, é preciso certo cuidado com pontas ásperas devido a dentes desalinhados e obturações.
  • - Dentaduras e aparelhos mal limpos e mal encaixados;
  • - O uso de certos medicamentos à base de metais pesados, anticoncepcionais e fenitoína (medicação utilizada para controle de crises convulsivas), também podem desencadear a inflamação.

    Gengivite: uma Doença Periodontal

    A doença Periodontal é um estado infeccioso e inflamatório que afeta os tecidos que dão sustentação e suporte aos dentes. É caracterizada por 3 estágios. O primeiro deles é a Gengivite.

    Ela pode evoluir para casos mais avançados como a Periodontite. No início, a gengivite ainda pode ser revertida. Alguns sinais podem alertar para o problema da infecção nas gengivas. Veja abaixo os sintomas.

    Gengivite Sintomas
    Alguns sinais são característicos desta doença nas gengivas. Entre eles estão:
    • - Gengiva inchada, avermelhada ou arroxeada e às vezes com sangramento,
    • - Retração da gengiva que leva a dentes mais longos,
    • - Mudança na mordida, alterando a maneira pela qual os dentes se encaixam,
    • - Afastamento dos dentes e criação de bolsa de secreção,
    • - Secreção de pus em torno dos dentes,
    • - Mau hálito frequente,
    • - Boca com gosto ruim.
    Condições que favorecem o aparecimento da Gengivite
    Apesar de ser uma doença que pode afetar qualquer pessoa, em qualquer circunstância, algumas condições podem aumentar a probabilidade de contrai-la. Veja alguns fatores de risco para esta patologia:
    • - Limpeza ineficiente e higiene mal feita,
    • - Hábito de fumar,
    • - Carências nutritivas,
    • - Baixa imunidade,
    • - Uso excessivo de algumas substâncias medicamentosas,
    • - Estão dentro do quadro de risco: as grávidas, pessoas portadoras de Diabetes, pessoas idosas e os acometidos por Infecções.

    Gengivite tratamento
    O tratamento para Gengivite busca cuidar do estado antes que este se agrave. Isto significa que a primeira coisa a fazer é eliminar os fatores que a causam. É preciso exterminar os sintomas para alcançar a cura.

    A higiene costuma ser um dos principais remédios para a melhora. Algumas ações são indispensáveis para sanar a doença. Pessoas acometidas devem buscar logo a ajuda de um dentista, para uma eficiente resolução. Depois de avaliar, é comum que o dentista tome providências como:
    • - Efetuar profilaxia dentária, ou seja, a remoção da placa bacteriana e tártaro,
    • - Orientar o paciente sobre a melhor maneira de escovar os dentes e ensinar a forma ideal de usar o fio dental,
    • - Verificar se aparelhos ortodônticos, restaurações e próteses estão prejudicando a limpeza diária da boca e dentes.
    Prevenir-se é a melhor atitude
    Existem maneiras de prevenção. Para isto basta adotar determinadas atitudes de higiene e precaução, como por exemplo:
    • - Visitar o dentista regularmente,
    • - Não esquecer da escovação diária: após as refeições, ao levantar-se e antes de deitar,
    • - Utilizar o fio dental,
    • - Utilizar o enxaguante bucal recomendado pelo seu dentista.
    Se os sintomas da Gengivite aparecerem, não deixe de fazer a higiene bucal. Não caia no ciclo: Gengiva sangra porque não escova dentes/não usa fio dental - Não escova dentes/não usa fio dental porque a gengiva sangra.