[Infográfico] O que é Bruxismo?

Posted on Posted in Bruxismo
Dores de cabeça frequentes, dentes que quebram facilmente e que estão adquirindo formato achatado. Esses são alguns dos sintomas do Bruxismo, uma condição que costuma passar despercebida pelo paciente durante muito tempo. No infográfico abaixo, conheça as principais informações sobre essa doença.
Bruxismo



Compartilhe este infográfico no seu site (copie e cole o código html).



» Clique Aqui para baixar uma versão em Alta Resolução desse infográfico «

INSCREVA-SE E RECEBA DICAS E ORIENTAÇÕES, GRATUITAMENTE, NO SEU E-MAIL!!!

Estas informações são úteis?

Informe seus dados, e receba, gratuitamente, no seu e-mail, mais orientações e dicas como estas!

O que é Bruxismo?

Bruxismo é uma desordem parafuncional que se caracteriza pelo hábito de ranger e apertar os dentes, enquanto se dorme, ou mesmo acordado. Quando ocorre à noite é denominado Bruxismo do Sono. E chama-se Bruxismo de Vigília quando os sintomas apresentam-se enquanto a pessoa está acordada.

São dois aspectos de uma mesma doença. A pessoa afetada, muitas vezes não percebe o problema. Este só é observado quando o estranho barulho é ouvido por algum familiar ou quando os dentes dão sinais de desgaste demasiado.

Bruxismo é uma desordem parafuncional que se caracteriza pelo hábito de ranger e apertar os dentes, enquanto se dorme, ou mesmo acordado. Quando ocorre à noite é denominado Bruxismo do Sono. E chama-se Bruxismo de Vigília quando os sintomas apresentam-se enquanto a pessoa está acordada.

São dois aspectos de uma mesma doença. A pessoa afetada, muitas vezes não percebe o problema. Este só é observado quando o estranho barulho é ouvido por algum familiar ou quando os dentes dão sinais de desgaste demasiado.

É um distúrbio que pode levar à prejuízos estruturais, principalmente nos dentes, devido ao impacto desencadeado sobre a arcada dentária. Os músculos responsáveis por nossa mastigação sofrem diretamente esta força, por isto, é bem comum que as pessoas atingidas pelo problema, acordem com a musculatura da face fatigada e a cabeça dolorida.

Como consequências podem aparecer problemas como: desgaste, amolecimento dos dentes, sensibilidade, sangramento gengival, e até mesmo prejuízos ao tecido da gengiva, entre outras coisas.

Apesar de acontecer com mais frequência nos horários noturnos, também ocorre de dia, como citado acima. E neste caso apresenta-se com um apertar de dentes. Em muitas pessoas o problema vai progredindo, sem que estas notem, e neste caso, estabelece-se um quadro de maiores consequências. Esta desordem pode afetar a todas as idades, inclusive crianças.

Vale lembrar que o Bruxismo é um dos possíveis causadores da perda dos dentes, que levam à necessidade de tratamentos de reabilitação oral, como o implante dentário.


Bruxismo Infantil

Algumas crianças são acometidas pelo Bruxismo infantil. Involuntariamente elas rangem os dentes enquanto dormem. É um problema que afeta a saúde e qualidade de vida de meninos e meninas. Por isto, tem sido alvo da investigação de muitos pesquisadores. Muitos estudos apontam a ansiedade, estresse, ou traumas sofridos, como principais causas deste ato involuntário.

O problema deve ser levado à sério, pois, pode levar, não só ao desgaste dos dentes, mas a alterações estruturais nos ossos faciais e até mesmo ao aumento da pressão craniana.

No público infantil o problema torna-se muitas vezes de mais difícil percepção, já que é questão que ultrapassa as fronteiras do fisiológico. A ocorrência na criança, pode manifestar-se através de sinais como estresse e ansiedade. Caso note estes indícios em seus pequenos, fique atento. Note se há também reclamações de dores de cabeça e nos músculos do rosto.

Será preciso então, verificar o estado dos dentes e observar o sono. Caso as suspeitas se confirmem, busque auxílio de um odontopediatra ou dentista. Estes profissionais podem fazer um diagnóstico preciso e orientar sobre o tipo de tratamento mais adequado.

Casos de Bruxismo Infantil são melhor cuidados quando há o envolvimento de equipe médica multidisciplinar. Isto se justifica diante do quadro que se apresenta quando o problema acontece na infância.

Enquanto o dentista providencia uma forma de melhorar a mastigação e proteger os dentes, um psicólogo pode iniciar acompanhamento e orientação emocional, com o objetivo de auxiliar a criança a vencer a ansiedade.

Outro profissional essencial neste momento é o fonoaudiólogo, que poderá trabalhar através de exercícios diversos, o relaxamento da mandíbula, de forma a evitar as dores incômodas que são causadas pela repressão do maxilar inferior.


Bruxismo Causas

As causas desta desordem ainda não estão totalmente esclarecidas. Estudos e pesquisas têm apontado para prováveis motivos fisiológicos e também emocionais. Entre estas causas podem estar:
Causas psicológicas como:
  • - Estresse,
  • - Ansiedade,
  • - Raiva,
  • - Frustração,
  • - Tensão Nervosa.
Outras causas envolvendo o aspecto físico são:
  • - Deficiência no alinhamento dentário ou má oclusão,
  • - Apnéia do sono,
  • - Reação às dores de ouvido ou de dente,
  • - Refluxo,
  • - Efeitos colaterais como resposta a algum antidepressivo também podem desencadear o ato
  • - Na doença de Parkinson e de Huntington pode surgir como complicação.

Ranger os dentes: principal sintoma

O principal sintoma do Bruxismo é o ranger de dentes. É este fato que dá origem ao nome da doença. O termo bruxismo vem da expressão “La bruxomania” que teve origem nos vocábulos gregos “bruchein” (fricção, apertamento, ranger dentes) + mania (compulsão).

Este rangido é geralmente, alto o bastante para acordar alguém que esteja dormindo ao lado da pessoa acometida. Este sintoma do distúrbio parafuncional é diferente do apertar de dentes, que também caracteriza a doença e acontece durante o dia.

Este movimento involuntário que leva ao rangido ou ao apertamento dos dentes, causa uma fricção que se reflete no sistema mastigatório acarretando estrago na dentição e outras consequências.


Bruxismo tratamento
O tratamento de Bruxismo tem como objetivo três pontos principais:
  • - Aliviar a dor causada pelos movimentos involuntários que impactam a musculatura mastigatória e a arcada dentária,
  • - Impedir que a desordem avance causando consequências permanentes aos dentes,
  • - Reduzir o rangido dos dentes que causam tanto incômodo.
Fatores psicológicos estão diretamente associados aos movimentos involuntários do Bruxismo. Devido a isto, nem sempre é obtida uma resposta rápida no tratamento, que depende muito da solução de questões psicológicas. São aplicados diversos recursos para a melhora do paciente. Para tal uma equipe multidisciplinar é fundamental. Dentista, psiquiatra e psicólogo, são profissionais que ajudam no tratamento.

O dentista trata este distúrbio utilizando recursos como a placa para bruxismo. Estas placas de acrílico ou silicone servem para proteção dos dentes, aliviam a dificuldade de mastigação e diminuem a tensão muscular causada na mandíbula.

Segundo alguns estudiosos do assunto, o Bruxismo não tem cura, mas pode ser tratado de forma a controlar os sintomas, elevando a qualidade de vida do paciente, possibilitando sua convivência com o problema, sem que isto interfira negativamente no cotidiano.